Davi, o menino suicida

Mais uma tragédia em uma escola, como eu comentei aqui sobre a acontecida na escola  de Realengo RJ, não poderia deixar de comentar sobre esta última.

No fundo, no fundo as duas tragédias são praticamente iguais, muda apenas o número de vítimas, a idade daquele que cometeu o crime e o fato de que a vítima escapou.

Vítima? Será que a professora é mesmo a “vítima”? Na minha opinião, não, a vítima desse caso é o menino Davi.

O garoto era considerado um aluno exemplar, comportado…Wellington de Menezes (de Realengo) também era e isso não impediu que os colegas judiassem dele e que as professoras fossem omissas, não fazendo absolutamente nada para defendê-lo das agressões.

Como eu disse no Artigo sobre Realengo, não seria o primeiro muito menos o último caso e a massiva divulgação dos dois casos pela mídia faz com que mais crianças chacoteadas adquiram coragem para pegarem em armas e fazerem sua própria justiça.

Eu, ao contrário da maioria dos adultos, não esqueci como é a infância, como é a adolescência;( talvez por não me entorpecer com álcool semanalmente para “relaxar as tensões”), sendo assim, faço parte do pequenino número de pessoas que conseguem compreender o caso.

Uma teoria? A professora riu de Davi. Sim, ela ria dele, fazia “brincadeirinhas sem maldade”, “brincadeirinhas carinhosas de professor com aluno”, coisinha sem maldade para adultos, mas terrível para crianças. Ela ria quando as outras crianças falavam alguma “graçinha” sobre ele. Só de olhar para a foto dela dá para perceber que ela era aquele tipo de pessoa “simpática”, “sociável”, de riso fácil, bonita, bem o perfil de gente que gosta de fazer “brincadeirinhas sem maldade” que são capazes de destruir a auto-estima de uma criança.

Os pais de Davi são tão omissos e cretinos quanto a mãe de Isabela Nardoni e é uma grande injustiça que eles não sejam punidos pela justiça por sua falta de atenção, de cuidado, de amor propriamente dito, ao filho.

São tão cretinos que dizem abertamente não se sentirem culpados!

 Eles são culpados sim! O irmão é culpado! A professora é culpada! Os outros professores são culpados! Os colegas de sala são culpados! Todos ignoraram o menino, ninguém o ajudou. É uma grande mentira dizer que ele não deu sinais de sua tristeza, qualquer pessoa que planeja uma ato como este apresenta sinais de tristeza, revolta ou apatia, principalmente uma criança; ou eles simplesmente não viram porque não davam a mínima atenção para o menino ou mentem agora dizendo que não viram para não serem responsabilizados.

Pobre Davi, um menino brilhantemente inteligente (sim, para planejar algo assim com essa idade tinha que ser brilhante), vivendo numa família de Evangélicos ignorantes (sim, porque existem evangélicos inteligentes, falando nisso aconteceu um caso de um garoto que atirou num colega numa escola de evangélicos que foi abafado na imprensa), estudando numa porcaria de escola pública, recebendo educação, ou melhor, ordens  de uma “não sei que diga” que tenho certeza merecia um tiro que a deixasse sem poder andar.

Repito, enquanto a população não se conscientizar sobre buillyng, enquanto não houver um projeto de ações realmente eficazes para fazer essa conscientização, vai acontecer mais e mais casos como esse.

A única coisa que me consola em meio a toda a minha indignação com relação a esse caso é:

Davi descansou, virou anjinho, (aliás anjo ele já era, não merecia mesmo esse mundo terrível e teve espantosamente inteligência o suficiente para compreender isso) agora a professora sobreviveu e tem muita vida pela frente para sofrer, para pagar pelo que fez e o que não fez e nessa vida ainda pode encontrar alguém que sabe atirar, que tem força para segurar uma arma no prumo. Os pais de Davi também vão viver bastante e pode ser que o remorso venha a corroer suas mentes e seu coração; o pai de Davi pode vir a encontrar um garoto que pegue a arma do pai, que a deixou ao seu alcance (assim como ele fez) e termine sentindo na carne, já que não é capaz de sentir na consciência a dor que seu filho sentiu antes de partir.Tudo isso pode acontecer.

Os comentários estão fechados.