As 10 Leis da Felicidade!

1º LEI: CONTEMPLAR O BELO

Contemplar o belo é fazer das pequenas coisas um espetáculo aos nossos olhos. É descobrir as coisas lindas e ocultas que nos rodeiam. É admirar as nuvens, o canto dos pássaros, o baile das folhas sob a orquestra do vento. É perceber além das imagens e das palavras. Quem despreza essa lei tem uma alegria fugaz, uma emoção superficial.

2º LEI: SONO REPARADOR

O sono reparador é o sono que renova a energia física e psíquica. É o sono profundo, relaxado, agradável. Quem tem um sono reparador pode melhorar em até 50% seu rendimento intelectual: criatividade, sutileza, assimilação de informações, atenção, etc. Muitos acidentes e decisões erradas ocorrem pela falta desse sono. Se você desprezar seu sono, estará destruindo o reator da vida.

3º LEI: FAZER COISAS FORA DA AGENDA

Fazer coisas fora da agenda é fazer coisas inesperadas, romper a rotina, quebrar a mesmice. É gastar tempo com aquilo que lhe dá lucro emocional e não financeiro. Se você desprezar essa lei psicológica, você se internará num “asilo” emocional.

4º LEI: EXERCÍCIOS FÍSICOS E ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Fazer exercícios físicos regulares estimulam o metabolismo. Melhora a irrigação sanguínea. Renova a energia cerebral. Retarda o envelhecimento físico e mental. Os exercícios devem ser feitos com regularidade, pelo menos três vezes por semana. Eles devem namorar o prazer e não o sofrimento caso contrário você se divorciará deles.

5º LEI: GERENCIAR A EMOÇÃO

Gerenciar a emoção é capacitar o “eu”, que representa a vontade consciente, para administrar a energia emocional da dor. É expandir a energia do amor, da satisfação, da paz interior. É destruir as algemas da ansiedade, do medo, da insegurança. É libertar-se do cárcere da emoção. É construir dias felizes, mesmo nos períodos de tristeza. Não há dois senhores: ou você domina a energia emocional, ainda que particularmente, ou ela o dominará.

6º LEI: GERENCIAR OS PENSAMENTOS

Gerenciar os pensamentos é capacitar o “eu” para ser autor da nossa história. É governar a construção de pensamentos que debilita a inteligência e a saúde psíquica. É ser livre para pensar, mas não escravo dos pensamentos. É ser líder de si mesmo. É deixar de ser espectador passivo das ideias negativas. É sair da poltrona, entrar no palco dos pensamentos e dizer: “Eu dirijo o script da minha vida!”. Você é senhor ou servo dos seus pensamentos? Essa lei representa um dos principais pilares de uma vida feliz.

7º LEI: PROTEGER OS SOLOS DA MEMÓRIA

Proteger os solos da memória é cuidar da qualidade dos arquivos conscientes e inconscientes que contêm os segredos da nossa personalidade. É se preservar do registro do medo, do desespero, das mágoas, enfim, de todo o lixo da nossa existência. É também reescrever os arquivos doentios já arquivados.

Se não protegemos a memória, é possível ter uma vida completamente infeliz mesmo com uma infância saudável.

8º LEI: TRABALHAR PERDAS E FRUSTRAÇÕES

Trabalhar as perdas e frustrações é superar as dores da existência e usá-las para amadurecermos e não para nos destruirmos. É repensar nossas dificuldades. Ver por outro ângulo nossas decepções. É poder esculpir a personalidade, mesmo não sendo um grande artesão. É ter coragem para vencer, mas humanidade para viver. Sem trabalhar perdas e frustrações a vida alterna-se entre momentos felizes e períodos de profundo sofrimento.

9º LEI: SER EMPREENDEDOR

Ser empreendedor é executar os sonhos mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória. Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.

10º LEI: INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL

Inteligência espiritual é ter consciência de que a vida é uma grande pergunta em busca de uma grande resposta. É procurar o sentido da vida. É procurar por Deus independente da religião, mesmo sentindo-se confuso no novelo da existência. É agradecer pelo dia, pela noite, pelo sol, por sermos um ser único no universo. É procurar as respostas que a ciência nunca nos deu. É ter esperança na desolação, amparo na tribulação, coragem nas dificuldades.

Fonte:

“Dez leis para ser feliz: ferramentas para se apaixonar pela vida” do famoso escritor Augusto Cury.

 

Os comentários estão fechados.