AMOR DE MÃE

 “Você nunca deve ter filhos, porque vai ficar com o corpo horrível, todo cheio de estrias, vai ficar tão feio que o seu marido não vai aguentar nem olhar pra você e você vai morrer de desgosto.”

Foi o que disse a minha mãe ao ver as minhas primeiras estrias nos quadris, quando eu tinha uns doze ou treze anos. Passei anos da minha vida magoada com a minha mãe por ela ter me dito isso, achava que havia sido uma tremenda maldade da parte dela, agora, depois de ver essa foto penso que ela pode não ter sido maldosa e ter dito isso para o meu bem (toda mãe só quer o melhor para o seu filho),o que ela disse pode ter sido nada mais nada menos que um bom conselho, manifestação típica do “amor de mãe”.

FB_IMG_1439516098855

Durante toda a minha adolescência eu usei a mistura de Hipoglós com óleo de Amêndoas, receita que a Adriane Galisteu disse ser o segredo dela para ter uma pele lisa, sem nenhuma listra em uma entrevista para uma revista feminina,na época. Mas, infelizmente, quando se tem tendência a ter essas marcas horrendas a única coisa que se pode fazer para evitá-las é não aumentar (e nem diminuir) as medidas do corpo, seja por aumento de peso ou inchaço.

LISTRAS NA REDE

Ultimamente vem crescendo uma onda de “exibição de estrias” na internet. Tudo começou com uma das Angel’s da Victoria Secret’s que postou no Instagram uma foto de suas coxas com estrias de crescimento (aquelas que são comuns em pessoas muito altas que cresceram muito rápido na pré-adolescência) e agora a pouco tempo uma marca de lingerie lançou uma campanha de calcinhas com fotos de uma modelo com o bumbum cheio de estrias. Esse tipo de coisa até faz a gente se sentir um tanto “normal” e até se aceitar mais, mas há também uma outra onda rolando na internet, que é a de mulheres que mostram como o corpo ficou depois da gravidez e essas se dividem em dois grupos: as musas fitness e modelos que exibem corpos perfeitos que voltaram a perfeição anterior em quinze dias depois do parto e as que tentam fazer uma oposição a esse primeiro grupo mostrando corpos que ficaram feios depois da gravidez. O primeiro grupo desperta a inveja em todas e o segundo grupo faz com que qualquer uma vaidosa fique com medo da gravidez, mesmo que seja apenas um pouco.

Estima-se que muitos dos casos de depressão pós-parto são desencadeados pela reação negativa das mulheres ao estado de sua forma física depois da gravidez.

VAIDADE X GRAVIDEZ

A foto acima me faz refletir que para encarar uma gravidez é preciso deixar a vaidade em último plano, o que é um grande desafio.

Amor de mãe é maior do que tudo e supera tudo (é o que dizem), assim, sendo nesse duelo Vaidade X Gravidez, a vontade de ser mãe vence e depois do nascimento do bebê, o amor pelo filho pode ofuscar a vaidade. Ser mãe é coisa para mulheres de coragem, mulheres fortes.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s