Feliz Dia da Mulher! 8 MARÇO DE 2017

Um Feliz dia da mulher para…
1 AS “Belas, Recatadas e do Lar” que suportam as críticas e as pedradas jogadas por aquelas que invejam a vida de vocês;
2 As feministas comunistas/socialistas, que mesmo sendo tão agressivas quanto os homens e chamando de machista e se enfurecendo com qualquer uma que não concorde 100% com o que dizem, tem realmente uma boa intenção.
3 As avós que criam os filhos das “mães solteiras” , desquitadas, separadas , depreciadas, desprezadas, etc…que costumam bater no peito com orgulho dizendo “crio meu filho sozinha” ou “sou pai e mãe” , omitindo a ajuda das senhoras. Elas são as mais lembradas, parabenizadas e festejadas nesse dia e no dia das mães e isso é lindo mas, ninguém lembra de quem as ajudou… Mesmo que as filhas mal agradecidas e também as netas que repetirão o mesmo que fazem/fizeram as mães não reconheçam o esforço das senhoras, acreditem, vocês são GRANDES MULHERES.
4 As mães de homossexuais, bissexuais, transgêneros, etc… e também deficientes físicos e/ou mental. Vocês são heroínas, são as mães daqueles que nenhuma mulher gostaria de ter como filhos, que ninguém gostaria de ter colocado no mundo ou vir a colocar. A luta de vocês é árdua e todos reconhecem, mas ninguém pode aliviar. Vocês tem que fazer o trabalho mais difícil para uma mãe: criar filhos para um mundo que não os quer.
5 As mães dos viciados em drogas que não mimam e nem passam a mão na cabeça, que tratam com o rigor necessário. O mundo de gente hipócrita as condena quando as senhoras internam os filhos, amarram, espancam ou expulsam de casa…condenam por não aceitarem ver um filho se matando e prejudicando os outros ao seu redor. Siga firme, jamais se culpe pelo filho ser assim porque VOCÊ SABE QUE isso foi escolha dele e não bobagens como “predisposição a dependência química” , “sociedade injusta” , “mal educação dos pais” , “carma de vidas passadas” , “encosto” , “macumba” , “possessão por exu caveira” , “influência de Satanás”..uma infinidade de bobagens. Continue firme! Se seu filho um dia conseguir se livrar do vício, você sentirá que a sua guerra foi vencida…mas se caso isso não ocorrer saiba que cumpriu o seu papel de mãe.
5 As PUTAS , aquelas que não tem “mimimi” de serem chamadas assim ou de “periguete” , “piranha” , etc…As que gostam de ostentar sua beleza no dia a dia com roupas sexy, nas redes sociais com fotos sensuais. Aquelas que não se importam com os homens “assediando” na rua e em todos os lugares. Aquelas que usam sua beleza e simpatia para a sua sobrevivência ou para melhorar de vida. Vocês são rotuladas com nomes ridículos como “Maria chuteira” e outros, dependendo do campo de ação. Às mulheres às invejam, os homens as desejam e os gays as imitam e copiam às vezes em cópias bem fiéis…enfim vocês sabem que infelizmente nunca terão uma amiga ou amigo gay realmente fiel em quem possa confiar, mas mesmo assim seguem de cabeça erguida. Mesmo de um jeito pouco ortodoxo vocês, quando resolvem ser mãe, sempre fazem por onde dar um futuro melhor para os filhos.
6 e finalmente à Vocês, mulheres inteligentes! Vocês que sabem que mulher não conquistou porra nenhuma, os homens decidiram obrigar a gente a trabalhar fora de casa quando mandaram os peões para a guerra, depois “eles” decidiram que nós deveríamos começar a votar porque era claro que seríamos a maioria da população e a população mais produtiva. Você que sabe que somos nós quem criamos os homens machistas e também todos os outros tipos pois somos nós que educamos desde o berço até a escola e a mão que balança o berço é a mão que rege o mundo. Vocês sabem que se não fosse uma mulher lá no tempo das cavernas se cansar de caçar e criar os filhotes sozinha, sendo vítima de machos que a violavam e matavam seus filhotes ter usado a inteligência e ter proposto a um macho alfa um consórcio onde ela serviria a ele a companhia, fidelidade absoluta (copular apenas com ele), continuação da sua vida pela descendência, em troca de proteção e de que ele fizesse o “serviço pesado externo” , (tendo que fazer desenhos na parede da caverna para que ele entendesse) e tivesse conseguido o milagre de convencer o animal bruto de que era um excelente negócio (e tudo isso pensando no bem estar futuro dos seus filhotes) foi o que deu origem à uma coisa chamada “família” que foi o que deu origem a “sociedade” e até hoje segue sendo a sua base. Nós inventamos o machismo, as guerras, a prostituição, a penitência e também as ciências, a caridade, o amor e o perdão. O homem saiu e ainda sai do ventre de uma mulher e também é criado, educado pela mulher. A gente o molda da maneira que quisermos, infelizmente a maioria não é inteligente e molda mal.
Enfim, vocês sabem que tudo começou, continua e vai continuar por nós e pela nossa regência. E tudo o que fazemos de bom, é feito para garantir uma vida melhor para os nossos filhos e netos como tudo o que faz todos os tipos de mulheres citadas aqui. Vamos nos aceitar e respeitar umas às outras mesmo com nossas diferenças.
O mundo é nosso a gente não sentou no trono ainda porque queremos deixar os nossos FILHOS, OS HOMENS serem humanos, no momento que vermos que não vão mesmo deixar de serem animais a gente senta e assume de uma vez. Enquanto isso a gente vai escolhendo a roupa e a maquiagem para esse momento especial rsrsrs…

Sobre o caso da garota estuprada por 33 bandidos

menina-estuprada-30

Sobre o caso da garota drogada estuprada por 33 drogados e vendedores drogas o que eu posso dizer é o seguinte:

SE A POLÍCIA DO RIO TRABALHASSE direito nada disso teria acontecido, sabe porque?

1 – Se os bandidos e drogados que participaram do estupro coletivo tivessem sido presos ou mortos pela polícia pelos seus outros crimes, eles não teriam cometido essa barbárie.

2 – Se a garota tivesse sido presa por sua associação com o tráfico de drogas, o que ela mesma revelou no Facebook publicando fotos com armas de traficantes, ela não teria sido estuprada naquela noite pelos 33 bandidos.

Os santos, os bons e perfeitos, a palmatória do mundo, acusam nós, pessoas racionais de estarmos inocentando os estupradores drogados e culpando e condenando a vítima, as drogas, o funk, a mídia ao invés de culpabilizar única e exclusivamente o machismo e a tal “cultura do estupro”.

Nós pessoas inteligentes sabemos que os grandes culpado dessa história toda é o sistema de segurança pública que é associado com a criminalidade e a cultura do “sexo, drogas e diversão” , que prega que sexo e drogas são as melhores coisas do mundo e que os jovens podem fazer o que quiserem, quando e do jeito que quiserem sem precisar arcar com as responsabilidades e nem com as consequências, quem tem que se responsabilizar são os pais e o estado.

Drogas (álcool e todas as outras)  trazem tudo o que é de ruim e exacerbam tudo o que é ruim, com drogas a agressividade se transforma em violência e uma orgia pode se transformar em barbárie, que foi o que aconteceu nesse caso.

Enquanto a sociedade continuar cultivando esse pensamento de que drogas são algo maravilhoso que traz alegria, afasta a tristeza e dá coragem, que todos tem capacidade para não se viciarem e não prejudicarem a si mesmos e aos outros, enquanto continuar a se enganar dessa forma, a violência vai só crescer, crescer cada vez mais.

Penas mais severas não vai resolver, a mulher que sofre violência também termina praticando violência com os que estão sob o jugo delas, as crianças, os idosos e outras mulheres…é um círculo vicioso que começa com o vício no sagrado e idolatrado álcool e o cigarro que abre as portas para todas as outras.

Vivemos numa sociedade viciada e uma sociedade viciada é como um viciado: desequilibrado, insano, agressivo, violento,etc, etc…

Nossa sociedade precisa de uma desintoxicação, de uma reabilitação, mas isso só vai acontecer depois de algumas epidemias de doenças, tragédias naturais e uma terceira guerra mundial que vai dizimar milhões e assim mostrar para todos que existem coisas mais importantes que “sexo, drogas e diversão”.

 

O NOVO CORPO DA BARBIE

12605295_1187530321276786_3850159539268450732_o

Ok, mas mantenham disponível a Barbie clássica. As demais são e sempre serão as amigas da Barbie.

Jéssica Moraes

(comentário em uma postagem da página Barbie do Facebook)

Na última semana a Mattel apresentou ao mundo as novas bonecas Barbie, com três tipos de corpos representando a mulher de estatura mediana, a de estatura alta e a mulher com sobrepeso e de outras etnias fora as que já haviam (negra, ruiva, oriental,etc) além dessas características as bonecas também possuem tamanhos diferentes de pés.

É claro que as novas estaturas, não chamaram muito a atenção porque desde o lançamento de Stacie/Skipper, a irmã adolescente de Barbie, para todo mundo já existia a “Barbie baixinha” , a boneca alta também não chamou a atenção porque a Barbie sempre foi considerada uma representação de uma mulher alta, sendo assim, quem surpreendeu o mundo foi a “Barbie gordinha”  tanto que foi a escolhida para a capa da revista Time.

12622461_1187578457938639_4828631254760468085_o

AS GORDINHAS GANHAM O MUNDO

Desde os anos 90 que muito se critica o corpo da boneca mais famosa do mundo.

O corpo da boneca foi acusado de ser o responsável pelo boom dos casos de anorexia e de ser a causa de depressão e baixa autoestima em meninas do mundo todo.

Muitos artistas plásticos e designers criaram Barbies gordas para campanhas de conscientização, de críticas e piadas sobre a plástica utopicamente perfeita da boneca.

Já faz muito tempo que a Barbie não tem mais aquele par de seios enormes, cintura minúscula, quadril arredondado de nádegas pequenas e pernas longas e torneadas, ou seja aquele corpo de boneca. A partir final dos anos 90 e no decorrer dos anos 2000, o corpo da Barbie sofreu mudanças drásticas, se tornando cada vez mais realista e passou a existir três linhas de Barbie: uma linha para colecionadores e adoradores adultos, uma linha inspirada nos filmes de animação da Boneca e a linha “popular” com bonecas mais simples, com somente as articulações básicas e preço acessível. A Mattel, fabricante oficial, chegou a todas as partes do mundo e isso padronizou a fabricação das bonecas, aqui no Brasil, por exemplo, quem fabricava era a estrela e qualquer pessoa que viajava ao estrangeiro sabia que existia uma sensível diferença entre as Barbies daqui em comparação com as de outros países.

O universo de fantasia das Barbies das animações do cinema e dos jogos eletrônicos (as bailarinas, as princesas, as sereias, etc) contrastava com as da linha A, repletas de articulações, com diversas cores de pele, olhos e cabelos, com roupas seguindo as últimas tendências da moda e até roupas criadas por grandes grifes exclusivamente para as bonecas (as fashionistas e outras). Também pertencentes a essa linha superior , estavam as bonecas inspiradas nos personagens de filmes de sucesso, com aparência idêntica aos dos atores que interpretaram os personagens (como a Barbie e o Ken Saga Crepúsculo, por exemplo). Foi é claro, nessas linhas especiais onde houve maior desenvolvimento desse realismo na plástica das bonecas, a cada coleção, mais proximidade com características de mulheres e homens reais, loiros, negros, ruivos, morenos e asiáticos. Enfim, há bem mais de uma década Barbie não tem mais um corpo de boneca, tem um corpo de mulher.

A atual Barbie, tanto a de luxo como a simples, tem o corpo mais cheinho e curvilíneo, mais rechonchudo do que a da modelo com o corpo mais perfeito do mundo a Candice Swanepool, ou seja a Barbie é atualmente mais gorda do que uma top model, mas mesmo assim sua plástica continua sendo alvo de críticas e vista como um mau exemplo.

O mundo da moda descobriu um novo filão de mercado: as mulheres gordas. Esse mundo de muito dinheiro percebeu o quanto poderia lucrar com o aumento fenomenal do número de mulheres com sobrepeso no mundo, tendo a informação que essas mulheres não só consomem mais comida como também roupas e acessórios, por vício de consumismo causado por baixa autoestima, excesso de mimos e privilégios na infância e adolescência, vida sedentária e ociosa, alimentação baseada em produtos industrializados por não saberem cozinhar ou por excesso de horas de trabalho, por menos durabilidade devido ao maior desgaste em roupas e principalmente sapatos devido ao constante aumento das medidas e excesso de peso (que desgastam as solas) e outros inúmeros fatores. E assim surgiram as modelos “plus size”.

Se existem as modelos gordinhas, já estava mais que na hora de existir as Barbies gordinhas, afinal, mulheres gordas compram Barbies e agora estão acostumadas a consumirem coisas que são feitas “especialmente” para elas e é claro, as meninas gordinhas de hoje, serão as gordas de amanhã.

As modelos plus size representam um padrão de beleza tão inatingível para a maioria das mulheres quanto as modelos magérrimas, garotas e mulheres gordas não possuem aquelas cinturas finas, aquelas barrigas chapadas que são resultado de lipoescultura, seios na altura das axilas, que são próteses de silicone; a maioria das mulheres gordas não são altas como elas (as mulheres mais altas tendem a ser mais magras), têm muita celulite e estrias, coisas que não se vê na pele dessas modelos por causa do photoshop, tratamentos estéticos, maquiagem e juventude.

A Barbie gordinha ou curvilínea como é chamada é mais ou menos como as plus size, não tem bochechas proeminentes e nem queixo duplo e sua cintura é bem fina como uma gordinha com lipoescultura, enfim, uma beleza somente atingível com plástica, assim como

a da magrinha.

o menino estilista do comercial da Barbie com roupa da grife Moschino
menino barbie o menino estilista do comercial da Barbie com roupa da grife Moschino

BARBIE: BRINQUEDO DE MENINO

A fabricante da Barbie já havia chamado a atenção do mundo há pouco atrás, no ano passado, quando lançaram uma campanha publicitária onde aparecia um menino. Era a primeira vez que um garoto aparecia em um comercial de bonecas com a boneca mulher, a primeira vez que um comercial de bonecas era direcionado também para os meninos, mostrando que boneca também é um brinquedo consumido por meninos.

Desde o boom de mães solteiras, de mulheres que criam filhos sozinhas, que são chefes de família, que existe “pais” que compram bonecas para os filhos homens. Um pai heterossexual não compra uma boneca para o filho, casos assim são exceções, raras exceções daqueles pais que fazem todos os gostos dos filhos, qualquer coisa que o filho ou filha pedir ele podendo comprar, compra, podendo fazer, faz, ou seja, pessoas que não conseguem dizer não a um filho; em geral, não, isso não ocorre, um pai heterossexual não compra uma boneca para um filho e vai reagir negativamente caso o filho peça uma boneca de presente o que pode variar desde ficar deprimido a dar uma surra no garoto.

Mas, as mães, chefe de família sempre compraram e vão continuar comprando e toda pessoa inteligente sabe que o homossexual é homossexual desde a mais tenra infância, que essa história de “orientação sexual” vai cair por terra daqui há alguns anos assim como a história de “opção sexual” e o “homossexualismo” (que hoje é homossexualidade). E o do sexo masculino homossexual quando é afeminado, é algo perceptível já a partir dos 4/5 anos de idade,(a mulher homossexual masculinizada, a mesma coisa). Enfim, se existe menino que quer bonecas, meninos que brincam de bonecas e mães, avós e tias que compram era preciso ter um menino em um comercial de bonecas de preferência das bonecas da linha fashionista, a preferida dos meninos gays.

Os bonecos Ken já alguns anos possuem traços andróginos, no passado eram representações de homens másculos e viris, fortes, bronzeados, com rosto anguloso, etc… agora, quando olhamos para os bonecos Ken, vemos rapazinhos afeminados.

12657179_1188450641184754_8781900460305297336_o

AGORA NÓS PODEMOS PARAR DE FALAR DO MEU CORPO?

Agora a Barbie é brinquedo de menino, a Barbie não tem mais o corpo irreal de ampulheta, não tem mais uma beleza inatingível, a Barbie é negra, ruiva, morena e oriental, a Barbie agora é de diversas etnias; a Barbie é alta, a Barbie é baixinha e a Barbie enfim, é gordinha. Será que agora dá para pararem de falar da aparência dela?

Não, não vão parar de falar, ainda está faltando a Barbie obesa, deficiente, cadeirante, mutilada, com prótese, cega, com síndrome de down, etc, etc… a lista é infinita.

Mas uma coisa é certa, mesmo que sejam criadas todos esses tipos de Barbie que ainda faltam, a Barbie NUNCA SERÁ FEIA, sempre terá traços simétricos e harmônicos e isso SEMPRE incomodará muita gente.

E verdade seja dita, mesmo que criem Barbies com todos os biotipos humanos, as meninas e os meninos gays de todas as partes do mundo sempre desejarão a Barbie branca, loira, magra, de olhos azuis, rosto oval e nariz afilado, porque assim são as grandes Top Models (elas são mais magras que as Barbies fashionistas), as grandes estrelas do cinema (Jeniffer Lawrence tem o rosto mais bonito que o de muitas Barbies) e as estrelas da música (Kate Perry é mais branca do que a Barbie mais branca), PORQUE DESEJARÃO, COBIÇARÃO, SEGUIRÃO, IMITARÃO O REFERENCIAL HUMANO E O REFERENCIAL HUMANO É A INFLUÊNCIA MÁXIMA.

As meninas se tornam anoréxicas para terem o corpo da modelo, da atriz e da cantora que elas vêem nas revistas, na TV, no Cinema e na internet E NÃO POR CAUSA DE UMA BONECA.

A mudança começou com as bonecas, quando deveria ter começado com as pessoas.

Mas, enfim, foi uma mudança e o mais importante, foi um COMEÇO. Vamos torcer para que a mudança nas bonecas influencie um sentimento de mudança real, por sentimento e não por mercado, por dinheiro e lucros, na sociedade, nas pessoas.

PS:

Espero que as mudanças sejam estendidas ao Ken, seria legal ver um Ken gordinho, um altão, um baixinho, um Ken calvo (seria o máximo um carequinha) , um Ken grisalho (um coroa) e é claro, o mais interessante, um Ken com uma aparência bem máscula.

E também gostaria de ver as Barbies maduras, com aparência de mulheres a partir dos 45 anos e porque não, uma Barbie vovó?

Seria maravilhoso ser uma menina rica nos tempos de hoje para poder ter essas bonecas diferentes. Quando eu era criança, só tinha uma Barbie e um Ken, uma amiga da Barbie, a sua irmã Skipper e uma boneca similar a Barbie. Essas bonecas e umas três bonecas com aparência de criança de tamanhos desproporcionais, eram os únicos “atores” com aparência humana das minhas histórias, os outros personagens, apesar de serem pessoas, eram representados por bichos de borracha, de pelúcia, etc… O sujeito gordo e bonachão era um urso de pelúcia, a boneca bebê careca, com uma peruca ou lenço na cabeça, era a mulher gorducha, etc…rsrs

AMOR DE MÃE

 “Você nunca deve ter filhos, porque vai ficar com o corpo horrível, todo cheio de estrias, vai ficar tão feio que o seu marido não vai aguentar nem olhar pra você e você vai morrer de desgosto.”

Foi o que disse a minha mãe ao ver as minhas primeiras estrias nos quadris, quando eu tinha uns doze ou treze anos. Passei anos da minha vida magoada com a minha mãe por ela ter me dito isso, achava que havia sido uma tremenda maldade da parte dela, agora, depois de ver essa foto penso que ela pode não ter sido maldosa e ter dito isso para o meu bem (toda mãe só quer o melhor para o seu filho),o que ela disse pode ter sido nada mais nada menos que um bom conselho, manifestação típica do “amor de mãe”.

FB_IMG_1439516098855

Durante toda a minha adolescência eu usei a mistura de Hipoglós com óleo de Amêndoas, receita que a Adriane Galisteu disse ser o segredo dela para ter uma pele lisa, sem nenhuma listra em uma entrevista para uma revista feminina,na época. Mas, infelizmente, quando se tem tendência a ter essas marcas horrendas a única coisa que se pode fazer para evitá-las é não aumentar (e nem diminuir) as medidas do corpo, seja por aumento de peso ou inchaço.

LISTRAS NA REDE

Ultimamente vem crescendo uma onda de “exibição de estrias” na internet. Tudo começou com uma das Angel’s da Victoria Secret’s que postou no Instagram uma foto de suas coxas com estrias de crescimento (aquelas que são comuns em pessoas muito altas que cresceram muito rápido na pré-adolescência) e agora a pouco tempo uma marca de lingerie lançou uma campanha de calcinhas com fotos de uma modelo com o bumbum cheio de estrias. Esse tipo de coisa até faz a gente se sentir um tanto “normal” e até se aceitar mais, mas há também uma outra onda rolando na internet, que é a de mulheres que mostram como o corpo ficou depois da gravidez e essas se dividem em dois grupos: as musas fitness e modelos que exibem corpos perfeitos que voltaram a perfeição anterior em quinze dias depois do parto e as que tentam fazer uma oposição a esse primeiro grupo mostrando corpos que ficaram feios depois da gravidez. O primeiro grupo desperta a inveja em todas e o segundo grupo faz com que qualquer uma vaidosa fique com medo da gravidez, mesmo que seja apenas um pouco.

Estima-se que muitos dos casos de depressão pós-parto são desencadeados pela reação negativa das mulheres ao estado de sua forma física depois da gravidez.

VAIDADE X GRAVIDEZ

A foto acima me faz refletir que para encarar uma gravidez é preciso deixar a vaidade em último plano, o que é um grande desafio.

Amor de mãe é maior do que tudo e supera tudo (é o que dizem), assim, sendo nesse duelo Vaidade X Gravidez, a vontade de ser mãe vence e depois do nascimento do bebê, o amor pelo filho pode ofuscar a vaidade. Ser mãe é coisa para mulheres de coragem, mulheres fortes.

 

Carne e a Fome no mundo

Se você está pensando em se tornar vegetariano, leia esse texto, talvez ele lhe ajude a tomar a sua decisão.

“1 bilhão de pessoas hoje passam fome. 20 milhões vão morrer por má nutrição. Se diminuirmos a carne em 10% alimentaríamos 100 milhões de pessoas. Eliminando a carne acabaria com a fome para sempre.

Se todos comessem uma dieta ocidental precisaríamos de 2 planetas Terra para nos alimentar. Nós só temos 1 e ela está morrendo.

A pecuária produz 50% mais gases do efeito estufa do que o transporte. Carros, trens, barcos… Muito mais.

Quando viajo pelo mundo, vejo países pobres vendendo os seus grãos para o oeste enquanto suas próprias crianças sentem fome em seus braços. E o oeste dá os grãos à pecuária para que possamos comer um bife?!

Sou eu o único a ver isso como um crime??? 
Acredite, cada pedaço de carne que comemos é um tapa no rosto manchado de lágrimas de uma criança faminta. Quando eu olho em seus olhos eu permaneço calado?!
A Terra pode produzir comida suficiente para a necessidade de todos mas não o suficiente para a ganância de todos.

Estamos enfrentando a tempestade perfeita. Se qualquer nação desenvolveu armas que pudessem liberar tanto estrago no planeta nós lançaríamos um ataque militar preventivo e bombardearíamos ela de volta à Idade do Bronze. Mas não é um ‘país delinquente’, é uma indústria. A boa notícia é que não precisamos bombardeá-la. Nós só precisamos parar de comprar.”
(Philip wollen)

Síndrome de Morris e a superior beleza masculina

Quando criancinha uma vez ouvi Elke Maravilha dizer a seguinte frase ao admirar um transformista: “O homem é melhor que a mulher até quando vira mulher.” Talvez ela tenha dito isso com conhecimento de causa, talvez ela tenha registrado no seu DNA essa verdade, afinal, ela também era e ainda é uma pessoa de uma beleza impressionante e a sua aversão declarada a ideia da maternidade pode ser a ressignificação psicológica para um caso de esterilidade irreversível.

Todas as vezes que me perguntavam “Qual é a mulher que você acha mais bonita?” eu sempre respondia, sem titubear: “Ana Paula Arósio!”

“Quais são as atrizes mais bonitas, na sua opinião?” eu respondia: “Ana Paula Arósio, Kim Novak e Nicole Kidman.”

Esses dias eu descobri que essas beldades provavelmente são portadoras da Síndrome de Morris. O que é essa Síndrome? Veja a explicação médica/científica:

Síndrome de Resistência A Andrógenos (Síndrome de Insensibilidade a Andrógenos; Síndrome de Insensibilidade ao Androgênio; Feminização Testicular), conhecida também como Síndrome de Morris, é considerada, uma das causas mais frequentes de distúrbio do desenvolvimento sexual XY, sendo observada em cerca de 5 a 9% das pacientes com amenorréia primária. Essa é uma doença recessiva ligada ao X na qual indivíduos 46,XY apresentam um déficit parcial ou completo da ação do androgênio devido a anormalidades no seu receptor.

O gene codificador do mesmo localiza-se na região 11-12 do braço longo do cromossomo X. A forma completa de AIS é relativamente rara. Alguns indivíduos são diagnosticados antes ou logo após o nascimento, devido à discrepância entre o achado do cariótipo 46,XY, obtido na amniocentese e a presença de genitália externa feminina na ultra-sonografia pré-natal ou ao nascimento. Na infância, a apresentação clínica mais comum é a presença de hérnia inguinal bilateral. Os indivíduos não diagnosticados durante a infância são detectados após a puberdade devido à amenorréia primária.

Os pacientes portadores da forma completa de AIS apresentam genitália externa feminina, com ausência ou rarefação de pêlos pubianos, vagina em fundo-cego e ausência de útero, e presença de gônadas palpáveis. Em estudo histopatológico podem ser encontradas estruturas derivadas dos ductos de Müller, como diminutas trompas, em cerca de 35% dos casos. Remanescentes dos ductos de Wolff, tais como epidídimo e vaso deferente, também podem ser encontrados. Indivíduos com a forma completa de AIS têm excelente feminização na puberdade, com mamas normais ou aumentadas, contornos corporais femininos e ausência de acne, devido à produção de estrógeno pelos testículos e pela aromatização periférica datestosterona. Os níveis séricos de testosterona estão elevados, bem como de estradiol. (fonte: site da Sociedade Brasileira de Endocrinologia).

Deu pra entender, não é? Uma pessoa que nasce com características sexuais de mulher, mas não possui útero e nem ovários, no lugar destes últimos há os “ovos” masculinos, o que existe dentro dos testículos.

A maioria das portadoras dessa síndrome são mulheres de beleza extraordinária. Então, se alguma vez na sua vida você, assim como eu e mais meio mundo de gente já desconfiou que os homens são mais belos que as mulheres ou observou que em inúmeras espécies animais os machos são superiores em beleza às suas fêmeas ( exemplos clássicos: Leão, Pavão, Faisão, Galo, Alce, Touro, etc…) ou ficou sabendo que a belíssima cadela Lassie do cinema era sempre representada por um cão macho ou sempre achou que as grandes top Models parecem rapazinhos magricelos de cabelo comprido fantasiados de mulheres ou que os travestis da prostituição de luxo e dos concursos de Miss Gay são tão ou mais bonitos quanto as mulheres mais belas…talvez você não tenha se enganado.

E é um fato, muitas Top Models sofrem da Síndrome de Morris, são o “modelo perfeito” como disse o Dr. House num episódio da série que mostrou uma personagem sofrendo uma terrível crise provocada quando  as gônodas (ovos masculinos) excretaram uma grande quantidade de testosterona na corrente sanguínea.

Depois de descobrir tudo isso pensei: “Caramba, gosto tanto de homens que até as mulheres que eu considero mais belas… talvez possuam cromossomo Y!”

Deixando as bobagens de lado, aproveito para declarar aqui o meu respeito e até admiração pelas mulheres que encaram a vida sendo portadoras dessa Síndrome. Apesar de serem belas, a vida pra elas é bem difícil, além de não poderem gerarem filhos, algumas nascem com a vagina deformada. Existem homens que rejeitam ao saberem que a mulher nasceu com a Síndrome e já houve casos extremos em que o parceiro cometeu suicídio ou matou a mulher após a revelação.