Para refletir sobre os últimos anos da política no Brasil

A Presidenta Dilma: Mãe ou Madrasta má?

Primeiramente, eu votei no Temer, porque votei na Dilma, se ele hoje é o presidente foi porque eu a maioria dos brasileiros nas últimas eleições presidenciais votamos em Dilma Roussef, ele era o vice, eu sabia disso e também que se caso ela morresse ou fosse deposta do cargo por um impeachment, o vice assumiria a presidência.Confesso que nunca simpatizei com Michel Temer , que achava que essa aliança do PT com o PMDB podia dar merda.

Segundo, achava que o governo Lula havia sido o melhor governo dos últimos anos, levando em consideração os governos que eu vi no meu curto tempo de vida e desde quando comecei a votar…Agora, sinceramente estou desconfiando que talvez eu, assim como a maioria dos brasileiros possa ter sido iludida…enfim, leiam o texto a seguir e tirem suas próprias conclusões:

A ERA PT

O pobre não entrava na faculdade. O que o PT fez? Investiu na Educação?

Não, tornou a prova mais fácil

Mesmo assim, os negros continuaram a não conseguir entrar na faculdade.

O que o PT fez? Melhorou a qualidade do ensino médio?

Não, destinou 30% das vagas nas universidades públicas aos negros que entram sem fazer as provas. Querendo dizer que eles não tem capacidade.

O analfabetismo era grande.

O que o PT fez? Incentivou a leitura?

Não, passou a considerar como alfabetizado quem sabe escrever o próprio nome.

A pobreza era grande.

O que o PT fez? Investiu em empregos e incentivos à produção e ao empreendedorismo?

Não. Baixou a linha da pobreza e passou a considerar classe média quem ganha R$300,00.

O desemprego era pleno.

O que o PT fez? Deu emprego?

Não. Passou a considerar como empregado quem recebe o bolsa família ou não procura emprego.

A saúde estava muito ruim.

O que o PT fez? Investiu em hospitais e em infraestrutura de saúde, criou mais cursos na área de medicina?

Não. Importou um monte de cubanos que sequer fizeram a prova para comprovar sua eficiência e que aparentemente nem médicos são. (Um já foi identificado como capitão do exército cubano)

Alguém ainda duvida que esse governo foi uma tremenda mentira?

Texto de João Alves

8 DE MARÇO DIA DA MULHER: Parabéns mulher de verdade!

Nunca na história da humanidade foi tão difícil ser mulher. Antes sofríamos apenas nas mãos dos homens machistas e das putas, agora sofremos nas mãos das feministas e dos gays. Sim, todos esses nos exploram, nos humilham e tentam nos submetem há uma “lavagem cerebral” para alcançarem seus próprios objetivos que não nos beneficiam em nada. Nós lavamos, passamos e cozinhamos para esses grupos, cuidamos dos seus filhos, muitas vezes essas criaturas são nossos filhos e a paga que recebemos é hipocrisia e humilhação. EXISTEM FEMINISTAS QUE REALMENTE SE PREOCUPAM COM OS DIREITOS DAS MULHERES E GAYS E HOMENS QUE RESPEITAM AS MULHERES, mas aqui vou falar do lado negro da força.

A ESQUERDA DO MACHISMO

Feministas parecem que lutam pelos direitos das mulheres, elas nos rotulam como “vítimas”, “oprimidas”, ser vítima e oprimido significa ser mais fraco e estar em desvantagem, ou seja, a mesma coisa de “sexo frágil” com a qual os machistas nos rotularam.

Elas parecem mesmo lutar por direitos iguais, mas quando abrem uma empresa ou assumem um alto cargo de chefia elas pagam para as funcionárias mulheres um salário inferior ao que é pago aos funcionários homens, ou seja, dão continuidade ao que os machistas estipularam como padrão.

Elas ostentam que foi o movimento feminista que garantiu as mulheres o direito de votar (e não foi nada disso, foram os machistas que viram que seria um bom negócio dado o fato que o número de mulheres na população estava superior ao número de homens, ou seja, simples questão matemática) mas, quando elas chegam a presidência da república de uma nação elas não instituem a lei de salários iguais, coisa que um presidente da república pode fazer. Enfim, quando chegam ao poder fazem o mesmo que os homens fazem.

Elas são ativistas de direitos humanos, elas postam na internet em seus perfis, páginas, blogs e comentários fortes discursos sobre toda a opressão que as mulheres sofrem do “mundo machista”, vão para as ruas e fazem manifestações, mas… não lavam nem as próprias calcinhas…sim, as mães (ou as empregadas) são quem cuida da casa, das roupas e da comida e dos filhos delas. Quando chegam em casa, agem do mesmo jeito que elas tanto criticam nos homens, ou seja, tratam as mães e/ou empregadas da mesma forma que os machistas tratam: “Já lavou aquela roupa? Ainda não?! O que você fica fazendo o dia todo?” , “Eu trabalho o dia inteiro, você fica o dia todo dentro de casa sem fazer nada e não conseguiu fazer o que eu mandei você fazer?” , “Eu, lavar a louça? Eu trabalho o dia todo, estudo, eu tô cansada.” etc, etc… O bonito discurso de divisão de tarefas, de igualdade de de direitos fica na internet, na faculdade, na mesa do barzinho, na reunião de amigos, na rua onde rolou a manifestação, enfim, na fumaça da maconha que fumou com os amigos enquanto discutiam sobre como a sociedade é injusta com as mulheres e assim como essa fumaça se dissipou no ar e não chegou dentro de casa. Pobre mãe, tia, avó, prima, empregada…as feministas estão sempre ocupadas demais tentando mudar o mundo para arrumarem as próprias camas, cozinharem suas refeições, lavarem suas roupas, etc…assim como os machistas.

Elas apontam todos as características da crueldade dos machistas e dizem estar do lado das mulheres, agora ouse uma mulher questionar algo do que elas dizem que na mesma hora elas se tornam tão agressivas como os homens, na mesma velocidade e na mesma intensidade e já soltam o “Você é machista!” , “tá falando merda!” , “você é uma ignorante!”, enfim, nos tratam no mesmo tom agressivo e falam praticamente o mesmo que os homens machistas falam para nós, as afirmações básicas de sempre: nós somos burras, nós nunca entendemos e nem fazemos nada direito.

Muitas delas são lésbicas e bissexuais assumidas, a maior parte enrustida e a menor parte mulheres heterossexuais complexadas e traumatizadas por rejeição ou agressão que sofreram nas mãos de homens imprestáveis. Todas consideram que todos os homens heterossexuais são tiranos machistas. Quando uma mulher diz que não sente atração sexual por mulheres elas dizem que foi o machismo que enfiou esse conceito na nossa cabeça, ou seja, gostamos de homens porque o “machismo opressor” nos obrigou a ser assim, esquecem que somos animais, que existe macho e fêmea entre todos os mamíferos, família animal da qual pertencemos, tentam nos convencer que todas nós somos bissexuais; também acontece de nos acusar da tal homofobia e aí a coisa cai no ridículo completo. Elas tentam lavar nossa cabeça tentando nos convencer de que todos os homens são perversos que só vão nos trazer sofrimento, que eles não são capazes de amar e que a solução perfeita seria: é claro, amar somente as mulheres. Assim como o machismo tem origem no narcisismo exagerado que é também a raiz da homossexualidade (ama tanto a si mesmo que só pode amar quem é igual) o amor exagerado delas pelo que elas chamam de “feminino” é nada mais nada menos do que o amor por si mesmas. Detestam os homens não porque sejam mal e opressores, eles são os rivais e é preciso vencer os rivais em todos os níveis, no poder e no sexo. A única coisa em que machistas e feministas concordam, a única coisa fora o poder que eles ambicionam é o sexo a três, o famoso menáge, só que na forma de duas mulheres com um homem (é claro, dois homens seria abuso, estupro, violência contra a mulher), ambos, feministas e machistas tem a putaria em trio com duas mulheres como a fantasia principal e a pintam como a melhor experiência sexual que alguém pode viver… isso deixa nítido o quanto eles – feministas e machistas – são os dois lados da mesma moeda, a esquerda e a direita de uma mesma merda.

Elas dizem que mulheres não devem sonhar em casar e ter filhos…com homens! Não podem ter sonhos românticos com homens, não podem ler livros, assistir filmes com história de amor, acusam a Disney com seus desenhos de ter enfiado a ideia de príncipe encantado em nossa cabeça – como se os contos de fada já não existissem há séculos antes de Walt Disney ter nascido – , enfim, não podemos gostar de romance, não podemos sonhar em viver um grande amor…com homens! Se for com mulher, tudo bem. As lésbicas feministas fazem lindas cerimônias de casamento, adotam crianças ou mesmo engravidam e tudo é pintado com muito romance, com toda a maravilha da palavra AMOR. Por que homossexuais podem sonhar com casamento, com família e nós não?

MACHISMO GAY

 

As feministas não os incluem, mas eles são uma das bases mais fortes do machismo. Eles dominam o mundo da moda, são eles que determinam, que nos dizem o que devemos vestir, o tipo de cabelos que devemos usar, o peso que devemos ter. Milhões de mulheres no mundo todo se tornaram anoréxicas porque eles nos convenceram que o bonito era ser cadavérica, agora milhares de mulheres ficarão gordas e morrerão em mesas de cirurgia fazendo lipoescultura (ou de complicações dessas cirurgias) porque eles estão nos dizendo que é bonito ser “plus size” que é: a gorda sem barriga, com cintura de lipoescultura e seios de silicone.

As feministas queimaram os sutiãs e até hoje dizem que esta peça do vestuário é um símbolo da opressão machista, só que o sutiã FOI INVENTADO POR UMA MULHER. Quando dizemos isso elas argumentam (com a agressividade que lhes é peculiar)que o sutiã de hoje em dia não é como foi criado que deixou de ser uma simples vestimenta para ser um acessório de fetiche masculino. Agora vejamos, quem inventou os bojos, os arcos de metal, as alças finas demais – que não oferecem sustentação- e outros detalhes que sexualizaram a peça foram “eles”, isso pensando mais neles mesmos que necessitavam criar algo que fizesse os travesti parecerem ter seios ou os que tinham peitos pequenos parecerem terem maiores e, é claro, para ganhar muito dinheiro. Toda a história de que temos que usar salto, apertar a cintura com cintas apertar os seios para parecerem mais juntos e maiores, tudo isso foi invenção dos deles e não dos homens machistas. Os gays são uma grande força do machismo. As feministas se quisessem realmente o nosso bem e estivessem realmente do nosso lado levariam em consideração a força gay no machismo, mas enfim, eles são todos farinha do mesmo saco.

Muito comum vermos homens gays mimados vivendo às custas do dinheiro de mães velhinhas que os mimaram demais durante a infância. Muito comum também verem que eles também , em sua maioria, não dividem as tarefas domésticas com as mães e irmãs e é claro com a mesma desculpa do excesso de trabalho somado ao vitimismo, o clássico “eu sou tão discriminado” , “ninguém gosta de mim porque eu sou veado” e se alguma mulher da família reclamar que a criatura não ajuda no serviço doméstico começa o dramalhão: “ela não gosta de mim porque eu sou veado”… e na maneira de tratar a mãe e/ou empregada o tratamento é pior do que o das feministas e homens machistas “Sua imbecil, você ainda não fez a minha comida? Eu trabalho o dia inteiro, você fica o dia inteiro vagabundando e quando eu chego em casa a comida não tá pronta! Piranha inútil!”…e se uma mulher enfrenta eles, automaticamente já ganha o rótulo de “mal comida”, a explicação eles têm na ponta da língua: “falta de rôla”; e a verdade é que as únicas criaturas no mundo que sofrem a tal “falta de rôla” são eles, porque para uma mulher, por mais feia e pouco atraente que seja, por mais velha que seja, “arrumar uma rôla” não é nenhum problema, na verdade é a coisa mais fácil do mundo de se arranjar, exceto é claro, para aquelas que gostam de namorar com gays e que seguem os conselhos e dicas dos amiguinhos, essas pobrezinhas, infelizmente não só não vão encontrar homens de verdade como perdem aqueles com quem se relacionam seguindo os conselhos maquiavélicos dos “amiguinhos” .

 

BREVE HISTÓRIA DA MULHER NA HUMANIDADE

O machismo escreveu e as feministas dão continuidade ao que foi escrito, que nos primórdios da história da raça humana, na idade da pedra, os homens caçavam e as mulheres cuidavam dos filhotes, os homens puxavam as mulheres pelos cabelos para as suas cavernas e as forçavam a copular e a permanecerem vivendo com eles.

Mas a verdade é que assim como as fêmeas da maioria dos mamíferos, o mais provável é que as fêmeas viviam sozinhas, caçavam e criavam os filhos sozinhas, os homens se aproximavam, “cruzavam” com elas – as vezes na marra outras vezes com consentimento da fêmea que até fazia artimanhas para atraí-lo ou se deixava levar pelas artimanhas que o macho usava para cortejá-la – depois da cópula o macho partia e continuava vivendo sua vida solitária procurando sempre outra fêmea e a fêmea ficava grávida e criava o filhote sozinha. Um belo dia, talvez por observar outros animais que formavam casal, a fêmea humana cansada do serviço pesado de sozinha, caçar e cuidar dos filhotes  – cada um de um pai diferente –  observando também que os machos levavam vantagem na caça por terem mais força física, mais altura e serem mais agressivos, a fêmea humana resolveu propor um acordo com o macho: ela cruzaria com ele sempre, toda hora, todas as vezes que ele quisesse, somente com ele, em troca ele caçaria para ela que ficaria na caverna apenas cuidando do filhote e preparando o ambiente para que ele tivesse o maior conforto possível. O macho humano achou um bom negócio e foi feito o CONSÓRCIO e assim surgiu a instituição mais significativa que se tem história, essa instituição se chama: FAMÍLIA.

Nada de novo sob o sol, não foi algo como descobrir o fogo ou inventar a roda, porque os macacos já tinham algo parecido, mas a família humana era mais sofisticada, a mulher criou regras como: o macho não podia cruzar com as filhas, outras fêmeas – um harém – só seriam aceitas caso houvesse muita fartura e não faltasse comida e nem atenção para nenhuma delas, ou seja, todas comessem bem e os filhotes delas também, é claro.

A coisa funcionou bem até que na sociedade moderna os machos se tornaram escravos dos vícios. Todos os machos de todas espécies animais são mais agressivos que as fêmeas, só que somente o macho humano se droga e as drogas potencializam a sua agressividade. O vício também leva a dificuldades financeiras isso traz estresse que também aumenta as reações agressivas e tudo isso leva a violência e as mulheres e as crianças são os que não possuem força física o suficiente para se defender. Em resumo, a violência contra a mulher é algo além do machismo.

Os homens foram fazer guerra, muitos morreram e outros ficaram mutilados e doentes e as fêmeas humanas tiveram que voltar aos primórdios, tiveram que voltar a caçar, bom o resto da história já sabemos como ficou.

Hoje em dia as fêmeas sustentam os homens viciados que as agridem, os filhos mimados viciados ou afeminados (ou os dois) cada um de um pai diferente, as filhas que engravidam ainda adolescentes e não lavam nem as próprias roupas, nem fazem a comida igual aos rapazes e também os netos, crianças insuportáveis que querem tudo o que aparece na TV… infelizmente estão em pior situação que na idade da pedra.

PARABÉNS AS MULHERES DE VERDADE

Nesse dia das mulheres quero parabenizar você, mulher heterossexual que gosta de homem, que não sustenta vagabundo, que sabe que uma mulher pode escolher não se casar com um alcoólatra, ou com um drogado ou com um bandido ou um sujeito que seja as três coisas e que a mulher que decide ficar com um sujeito como esse vai apanhar mesmo e se beber muito e se drogar também vai apanhar mais ainda; você que sabe que mesmo que seja instituída a pena de morte para estupradores NÃO DEIXARÁ DE EXISTIR ESTUPRADORES, você que sabe que se vestir com roupas curtas e provocantes chama a atenção dos maníacos e que beber demais facilita o assedio deles, você que sabe que as vezes parecemos extremamente submissas , mas na verdade estamos num bom acordo com nossos companheiros, que as vezes algumas de nós parecemos estarmos sendo controladas mas somos nós que estamos no controle da situação, parabéns para você que sonha em se casar e ter filhos, para você que gosta de histórias de amor, para você que gosta de cor-de-rosa, para você que gosta do seu trabalho, da sua profissão e também pra você que é dona de casa, para você que pensa por conta própria…enfim, parabéns para você mulher de verdade!

 

Filó homenageia o Dia da Mulher Negra Latinoamericana

A Filó do Cordel esteve na Câmara Municipal de São José dos Campos contando os cordéis Radiografia da Mulher e A Solteirona Isabel da Cordelista cearense Maria do Rosário Lustosa na noite do último dia 24. Nessa noite aconteceu a entrega do 8º Prêmio Ações Afirmativas/Maria Figureira  organizado pela Afronorte, que em todas as suas edições aconteceu na semana do Dia Internacional da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha , o dia 25 de Julho.

Parabenizo a todas as homenageadas com o 8º Prêmio Maria Figureira e a AFRONORTE realizadora do evento.

Confiram as fotos!

As homenageadas com o Prêmio Maria Figureira
As homenageadas com o Prêmio Maria Figureira

11754349_10203387427966641_3077841266934769330_o filo publico evento11754590_10203387429126670_6604041030287520992_o

Homenagem aos 35 anos do Projeto Tamar

Eu fiz um vídeo em homenagem aos 35 anos do Projeto Tamar. Visitei a sede do projeto de Ubatuba SP e fiquei inspirada. No vídeo vocês verão uma adaptação da lenda japonesa Urashima Taro com o Teatro Balalaika de Moscow, o meu teatro de fantoches.

20150422_232148 Duas tartarugas de tecido adquiridas na loja do projeto fazem uma participação muito especial, são as “atrizes” convidadas entre os bonecos do Balalaika. Uma das tartaruguinhas foi feita à mão, por artesãs de comunidades ribeirinhas de uma das ações do projeto e a outra foi fabricada em uma indústria brasileira e o que é mais importante: 100% da renda obtida com a venda de tartaruguinhas como elas e de todos os diversos produtos que estão à venda na loja do projeto é revertida para a preservação das Tartarugas Marinhas!

A adaptação da história é bem original, a principal diferença das outras adaptações é Tartaruga tem uma participação e importância maior na história e tem um nome, que é nada mais nada menos que uma parte do nome da história e do protagonista “Taro”.

ASSISTAM!

CONHECENDO O TAMAR

10407098_698937853509114_4835701169631170103_n

A história do Projeto Tamar começa com um grupo de estudantes de oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (RS). Eles faziam excursões pelas praias para coleta de materiais e flagraram a violência contra as tartarugas marinhas, em 1977. Eles alertaram o antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, que resolveu tomar providências.

26fev2015---projeto-tamar-teve-inicio-com-a-movimentacao-de-um-grupo-de-estudantes-de-oceanografia-da-universidade-federal-de-rio-grande-1424970425536_956x500

Em 1980, o antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal e atual Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) criou o Projeto Tamar. No começo, houve resistência dos pescadores, que viam nas tartarugas uma fonte de alimento e renda. O projeto foi tão bem sucedido que a mortalidade do animal por seres humanos praticamente se extinguiu no país.

Uma tartaruga verde nada, passando por um cardume de peixes-borb

Das sete espécies de tartarugas marinhas do mundo, cinco estão no Brasil. Elas são: a tartaruga-cabeçuda, a tartaruga-de-couro, a tartaruga-de-pente, a tartaruga-oliva e a tartaruga-verde. A tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) ainda encontra-se ameaçada no Brasil. Ela mede 136 cm de comprimento e pesa de 100 a 180kg. As áreas prioritárias de desova estão localizadas no norte da Bahia, Espírito Santo, norte do Rio de Janeiro e Sergipe.

1980_20

O Tamar estuda desde 2001 o deslocamento das tartarugas marinhas, através do monitoramento por satélite. Um transmissor é colocado nos animais com o objetivo de conhecer as rotas migratórias para entender melhor o ciclo de vida e o comportamento deles. O dispositivo envia dados sobre a posição geográfica do animal. A bateria do aparelho funciona até três anos. O trabalho do Projeto Tamar é variado. No porto de Itajaí, em Santa Catarina, os técnicos do Tamar, utilizam botes infláveis em saídas semanais para monitorar toda extensão do rio Itajai-Açú, onde são contabilizadas e abordadas as embarcações que podem fazer a pesca das tartarugas.

ubatuba_16062012

O Projeto Tamar mantém programas permanentes de sensibilização e educação ambiental para informar os usuários de praias, moradores, empresários, pescadores e turistas sobre a importância de se proteger as tartarugas para que elas possam dar continuidade ao seu ciclo de vida.

projeto-tamar-1

Como alternativa de renda, o Projeto Tamar comercializa produtos feitos pelos integrantes das comunidades onde está inserido. Todo o valor arrecadado é revertido para a proteção das tartarugas marinhas e para ajudar os moradores.

.DSC02815

Nas regiões litorâneas com potencial turístico, o projeto Tamar mantém centros de visitantes que funcionam como núcleos de sensibilização e educação ambiental, além de oferecer lazer, entretenimento e serviços. As estruturas colaboram com a geração de emprego e renda e arrecadam recursos para as ações de conservação das tartarugas marinhas.

92841_697x437_crop_543425daa0de7

As tartarugas marinhas utilizam a praia para desova, garantindo o local adequado à incubação dos ovos e ao nascimento dos filhotes. Ao nascerem, as tartaruguinhas rumam ao alto-mar, onde encontram zonas de convergência de correntes que formam grandes aglomerados de algas e matéria orgânica flutuante. Nestas áreas, os filhotes encontram alimento e proteção e assim permanecem, por vários anos, migrando passivamente pelo oceano. Embora espécies como a tartaruga oliva (Lepidochelys olivacea) atinjam a maturidade entre 11 e 16 anos, as demais só se tornam adultas entre os 20 e 30 anos. A partir daí, passam a viver em áreas de alimentação, de onde saem apenas na época da reprodução, quando migram para as praias onde nasceram.Uma das campanhas de conscientização do Projeto Tamar conta com a ajuda espontânea de moradores de condomínios, donos de barracas e empreendimentos instalados em áreas onde há desovas para ajudar a fiscalizar e fazer o controle de veículos.

 26fev2015---o-projeto-tamar-executa-desde-2001-o-programa-interacao-tartarugas-marinhas-e-pesca-para-enfrentar-a-maior-ameaca-as-populacoes-de-tartarugas-marinhas-da-atualidade-a-mortalidade-causada-1424970411098

O Projeto Tamar executa, desde 2001, o Programa Interação Tartarugas Marinhas e Pesca para enfrentar a maior ameaça às populações de tartarugas marinhas da atualidade: a mortalidade causada pelas pescarias. O Tamar realiza também embarques de observadores científicos para monitoramento e implementação de medidas mitigadoras (anzol circular, desenganchador de anzol e cortador de linha) para reduzir a captura e a mortalidade das tartarugas marinhas.Nas áreas de reprodução, as praias de desova são monitoradas todas as noites durante os meses de setembro a março, no litoral, e de janeiro a junho, nas ilhas oceânicas, por pescadores contratados pelo Tamar, chamados tartarugueiros. O patrulhamento noturno é feito para flagrar fêmeas em ato de postura, observar o comportamento do animal durante a desova, medir os animais e coletar material biológico para posterior análise genética.

Conheça o Projeto Tamar!

Visite: http://www.tamar.org.br

http://www.ubatuba.com.br/tamar/

Mary Moury com muito Frisson!

Mary Moury fez uma participação muito especial no espetáculo Frisson da Academia de Dança James Justin no dia 25 de Novembro no Teatro Municipal de São José dos Campos. O Espetáculo foi muito bonito, com números de dança de vários estilos, bem coreografados e executados com emoção. Confiram algumas imagens dessa noite de muito frisson!

IMG_390731423639753 Imagen33 Imagen57Imagen73Imagen75Imagen88Imagen90Imagen110Imagen992014-11-25 23.42.172014-11-25 23.50.3320141125_21252810177222_397871160369505_1236075694679216065_n10356336_397871707036117_4147060965016236060_n15488_397870930369528_499860092516661844_n10363805_397871570369464_46342020618223917_n10404286_397871807036107_3372240359029331493_n10523285_397871783702776_137490885854678642_n10686869_398268610329760_4237829269452540541_n1499440_397870793702875_6601952420138206813_n10606410_397871553702799_4125120125144094824_nIMG_39369807073447810521638_397870690369552_5917752179151024818_n

Mary Moury no 6º Guararema Classic Cars Maestro Tancredi

A Mary Moury esteve no 6º Guararema Classic Cars Maestro Tancredi que aconteceu no dia 28 de Setembro na antiga Estação de Luís Carlos em Gurararema. Confiram as fotos:

Eleições 2014: As presidentas

Duas grandes mulheres estão no páreo das eleições presidenciais, nas mãos de qualquer uma das duas o país estará em “boas mãos”. Usando a famosa expressão de Lula eu digo:” Nunca na história desse país” tivemos duas excelentes opções para o voto.

Se Dilma ganhar, continua o trabalho árduo iniciado a duras penas no governo Lula, se caso for Marina a vencedora, vai lutar para continuar esse trabalho e fazer algo mais.

A luta é dura, os machistas, os comunistas e socialistas obcecados e terroristas, os burgueses salafrários que querem que o país fique na miséria absoluta para que eles tenham mão de obra barata e escrava ignorante para enriquecerem cada vez mais, que preferem que o nosso país deixe de ser um país emergente e se torne um país miserável de terceiro mundo como aqueles da África… estão desesperados, mas não tem jeito, nós temos escolha, temos DUAS.

Eu, como mulher, como cidadã, como eleitora e como brasileira estou muito feliz com essas eleições.

Mulheres, vamos às urnas de cabeça erguida!

Dilma Marina-Silva